terça-feira, 28 de junho de 2011

Nunca te vi, sempre te Amei

Nunca te ví, não conheço o teu corpo,
Mas eu te sinto mesmo que estejas longe.
Não me olhei ainda na luz dos teus olhos
E nem provei o gosto da tua boca.
Mas eu te quero, mesmo sabendo que nunca te terei.


Não experimentei o teu toque e nem sequer te acariciei,
Mas sinto o teu perfume no ar.
Sucumbi à tua sedução, mesmo sabendo que nunca te encontrarei.
Nosso amor é só virtual, mas não faz mal,
Pois alma é mais do que corpo.
E, se não te tenho ao meu lado, que o vento sussurre para ti
minhas palavras de carinho.

Quero também que ele diga que alguém te ama
Do jeito que mais sabe, com tudo o que é capaz.
E se pensares no amor, e em tudo o que ele traz de felicidade
na vida, ora, isso não é nada, pois te amo muito mais!

Alma é mais do que corpo.
E minha alma seguirá sempre amando a tua,
Mesmo que nossos corpos nunca possam se encontrar.
Mas chegará o momento por alma ser mais que corpo,
Que seremos só uma alma,
Um coração e um só pensamento!

___________________C. Almeida Stella

2 comentários:

Nel Santos disse...

Acredito que existem pessoas da alma, aquelas que sem fazer esforço algum tocam profundamente a nossa alma e nós também a delas...

Lindo o teu poema! profundo!
Obrigada pela visita e por adicionar-me.Vou te seguir com prazer!

Bjs!

Dry disse...

Seja bem Vinda!!! Beijosssssssssss